O paradoxo da tecnologia

Tecnologia é um tema tão corriqueiro atualmente, que nem mesmo paramos para pensar em seu conceito inicial.

Conheço pessoas que encaram a tecnologia como algo ruim: o progresso desumanizante que nos faz olhar mais para uma tela brilhante do que para rostos de outros humanos. Há pessoas que rejeitem novas tecnologias por preguiça de aprender, ou porque as consideram irritantes, superficiais e até mesmo emburrecedoras.

Eu acredito que a tecnologia nos torna mais humanos.

Tecnologia não é apenas o computador, celular ou avião que usamos. Ela contempla desde o calçado até a lâmina de barbear. Do míssel teleguiado ao cortador de unha (tente tirar uma pelinha do dedo sem um alicate). Lápis, garrafa, cimento, torneira, roda: tudo isso é tecnologia. Sem tais elementos tecnológicos, onde estaria o ser humano? Foi quando percebi que sem tecnologia não há humanidade. Sem tecnologia, não viveríamos diferentemente de elefantes ou macacos.

Se você já tentou desapertar um parafuso com uma faca, trocar um pneu com a chave errada ou vestiu um sapato apertado, já deve ter sentido a importância de termos a ferramenta certa. É frustrante não tê-la e em minha opinião é uma afronta a todos os anos de progresso científico que a humanidade alcançou com muito esmero.

Mas o ser humano não é só tecnologia

Em tempo. Também não sou da opinião de que devamos nos afastar do que é natural e não-tecnológico. O contato com estas coisas nos relembra nossa essência, e é importante. O livro Made by Hand trata da importância do trabalho manual para a mente do ser humano. Ou seja, não advogo manter sua bunda em cima de uma cadeira fofinha, usando o computador o dia inteiro.

As experiências mais inesquecíveis que tenho não são jogando o videogame da última geração (embora tenha muitas experiências boas neste sentido). São geralmente de lugares e pessoas. Portanto, a tecnologia é ótima ferramenta, mas péssimo fim.

Vale notar também que a tecnologia é um ótimo servo, mas um péssimo senhor. Viver sua vida ditada por fontes externas é absurdo. Talvez a sociedade um dia entenderá que é muito rude interromper uma conversa para ler uma mensagem de texto que acabou de chegar no celular. A mensagem de texto não vai sumir se você esperar a pessoa terminar de falar! Mesmo assim, muita gente interrompe alguém que está disponibilizando seu tempo para um encontro físico em virtude de alguém que mandou uma mensagem de texto. E exemplos não faltam: executivos checando e-mail de trabalho no final de semana, filho que conversa com a mãe enquanto responde o amiguinho no msn. E infelizmente a lista não pára por aqui.

So… gear up

Enfim, tenha sempre as ferramentas em mãos necessárias para tudo o que você precisa. Você não é um homem completo se não tem ao menos um kit básico de ferramentas (assistir Gran Torino). Mas não deixe que a tecnologia assuma o poder. Lembre-se, ainda é você é o condutor do carro, e não o contrário. Por pouco tempo, mas você entendeu o espírito.

A melhor forma de ter uma casa em ordem é…

… manter a casa em ordem.

Eu era um bagunceiro desorganizado. Ainda sou um pouco bagunceiro, mas um pouco mais organizado. Descobri que fazer um mutirão de organização, por mais gratificante que seja, dá um trabalhão. Ele deveria ser feito uma única vez, e dali em diante, a organização precisa ser mantida. Manter uma casa em ordem é muito mais fácil do que nosso cérebro preguiçoso nos faz imaginar. Continuar a ler

A importância de ter objetivos

`Cheshire Puss. Would you tell me, please, which way I ought to go from here?’
`That depends a good deal on where you want to get to,’ said the Cat.
`I don’t much care where–‘ said Alice.
`Then it doesn’t matter which way you go,’ said the Cat.

Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll

É importante saber onde se quer chegar. (Quase) Todos os dias, ao despertar, eu decido as Tarefas Mais importantes do Dia. Geralmente são de 3 a 5, e pelo menos uma delas, geralmente mais, está ligada diretamente a algum dos meus objetivos de vida.

Um dos meus objetivos deste ano é Dominar o idioma francês de modo avançado, então de vez em quando uma de minhas tarefas será estudar francês. Outra é fazer com que a Doc-Dog esteja funcionando sem a necessidade de minha presença, então a tarefa do dia poderia ser mapear mais um processo, ou pensar em uma forma de aumentar a escala, automatizar alguma parte do processo, enfim.

É importante ter uma lista de objetivos e usar isso todo dia. Esta é a diferença de quem pensa na vida uma vez por ano, no revèillon, e alguém que a gerencia para obter os resultados esperados.

S.M.A.R.T. Goals
Talvez você já tenha ouvido falar, que um objetivo precisa ser SMART. Ou seja:
Specific (específico) – O objetivo descreve claramente o que você quer
Measurable (mensurável) –  Você saberá quando tiver alcançado o objetivo?
Achievable (atingível) – Posso realmente alcançar isso?*
Relevant (relevante) – Este objetivo realmente reflete meus valores na vida?
Time Specific (ter prazo) – Quando eu quero alcançar este objetivo?

*A questão do atingível é relativa. Escolha objetivos ousados, pense grande, é importante que seja desafiador, não fique na zona de conforto.

Tipos de Objetivo
Eu gosto de dividir os meus objetivos em três categorias. Aprendi um pouco com GTD. As categorias são:

  • Este ano. Todo início de ano eu decido quais objetivos quero conseguir naquele ano. Coisas que quero ter, que quero ser e que quero fazer ou experimentar. É importante manter esta lista sempre à vista. Eu uso todo dia quando acordo, para definir minhas ações. Desta forma eu sei que todos os dias eu caminho pelo menos um passo na direção certa.
  • De 2 a 5 anos. Aqui eu coloco alguns objetivos que vão demorar mais para se realizarem, mas não significa que eu não deva agir hoje com relação a eles. Alguns sim, outros não. É importante revisar esta lista de mês em mês, e adicionar projetos nela.
  • Algum dia/Talvez. Esta lista eu listo coisas malucas e improváveis, mas que quero aprender ou fazer algum dia. Na minha lista tem itens como visita à Antartica, viagem sub-espacial, dentre outras maluquices. É uma boa idéia revisar de vez em quando para se inspirar, incluir coisas, ou realizá-las mesmo.

Só o ato de parar, pensar e, principalmente, escrever seus objetivos, já te deixa muito mais perto deles. Tente, e depois me conte o que achou. A energia é instantânea.

Como lidar com backups que precisam ser feitos periodicamente?

Perder seus dados pode ser um pesadelo. Todo mundo já passou por algo parecido. Ter que formatar o computador por qualquer razão e não poder salvar o que precisava, ou esquecer de salvar aquele detalhezinho pequeno.

Bom, comigo também já aconteceu muita coisa, e o mais recente foi perder os favoritos da minha irmã e da minha mãe no computador delas. Procurei por uma solução e achei muito mais do que isso.

Apresentando: Dropbox

O Dropbox é um aplicativo que cria uma pasta no seu computador (Windows, Linux ou Max, tanto faz) e tudo que você joga dentro dela é automaticamente sincronizado para a web e com seus outros computadores. Desta forma, se você tem mais de um computador, os dois ficam sempre sincronizados. Allém disso, dá para compartilhar pastas com amigos. Eu também estou usando isso no meu projeto de pesquisa, fica fácil ter sempre a última versão do arquivo do que mandar por e-mail e esperar que a outra pessoa salve no lugar correto.

Fazer backups periódicos ou de arquivos que mudam a toda hor pode ser uma chatice tremenda. Por isso, resolvi colocar todos estes arquivinhos aqui, a lista inclui:

  • Meu perfil no Firefox (uso a extensão FEBE)
  • Drivers da placa-mãe, placa de vídeo, impressora e todas essas coisas que são chatas para baixar
  • Backup do banco de dados de clientes da minha empresa
  • Pasta com trabalhos da faculdade (que a toda hora possuem correções e modificações) – esta pasta eu divido com um amigo, é legal até porque se ele fizer algum download relevante, eu o tenho automaticamente
  • Pasta de Receitas (essa eu compartilho com a minha mãe e minha irmã, bem prático também)
  • Recibos de contas pagas
  • Log do meu treino de musculação

Outras coisas interessantes que o Dropbox possibilita:

  • Em casos de deletar arquivos acidentalmente, você pode recuperá-los
  • Caso não esteja em seu computador e precisar de um arquivo, é só logar no site e baixar
  • Sempre manter seu pc atualizado com seu notebook (mesmo que tenham Sistemas Operacionais diferentes

Ah, e tudo isso grátis (até 2GB, para ter 50GB você paga US$100 por ano).

Agora é só baixar o Dropbox e depois venha aqui me dizer o que achou. Obrigado ao grande Merlin Mann do 43 Folders pro me apresentar o Dropbox.