O paradoxo da tecnologia

Tecnologia é um tema tão corriqueiro atualmente, que nem mesmo paramos para pensar em seu conceito inicial.

Conheço pessoas que encaram a tecnologia como algo ruim: o progresso desumanizante que nos faz olhar mais para uma tela brilhante do que para rostos de outros humanos. Há pessoas que rejeitem novas tecnologias por preguiça de aprender, ou porque as consideram irritantes, superficiais e até mesmo emburrecedoras.

Eu acredito que a tecnologia nos torna mais humanos.

Tecnologia não é apenas o computador, celular ou avião que usamos. Ela contempla desde o calçado até a lâmina de barbear. Do míssel teleguiado ao cortador de unha (tente tirar uma pelinha do dedo sem um alicate). Lápis, garrafa, cimento, torneira, roda: tudo isso é tecnologia. Sem tais elementos tecnológicos, onde estaria o ser humano? Foi quando percebi que sem tecnologia não há humanidade. Sem tecnologia, não viveríamos diferentemente de elefantes ou macacos.

Se você já tentou desapertar um parafuso com uma faca, trocar um pneu com a chave errada ou vestiu um sapato apertado, já deve ter sentido a importância de termos a ferramenta certa. É frustrante não tê-la e em minha opinião é uma afronta a todos os anos de progresso científico que a humanidade alcançou com muito esmero.

Mas o ser humano não é só tecnologia

Em tempo. Também não sou da opinião de que devamos nos afastar do que é natural e não-tecnológico. O contato com estas coisas nos relembra nossa essência, e é importante. O livro Made by Hand trata da importância do trabalho manual para a mente do ser humano. Ou seja, não advogo manter sua bunda em cima de uma cadeira fofinha, usando o computador o dia inteiro.

As experiências mais inesquecíveis que tenho não são jogando o videogame da última geração (embora tenha muitas experiências boas neste sentido). São geralmente de lugares e pessoas. Portanto, a tecnologia é ótima ferramenta, mas péssimo fim.

Vale notar também que a tecnologia é um ótimo servo, mas um péssimo senhor. Viver sua vida ditada por fontes externas é absurdo. Talvez a sociedade um dia entenderá que é muito rude interromper uma conversa para ler uma mensagem de texto que acabou de chegar no celular. A mensagem de texto não vai sumir se você esperar a pessoa terminar de falar! Mesmo assim, muita gente interrompe alguém que está disponibilizando seu tempo para um encontro físico em virtude de alguém que mandou uma mensagem de texto. E exemplos não faltam: executivos checando e-mail de trabalho no final de semana, filho que conversa com a mãe enquanto responde o amiguinho no msn. E infelizmente a lista não pára por aqui.

So… gear up

Enfim, tenha sempre as ferramentas em mãos necessárias para tudo o que você precisa. Você não é um homem completo se não tem ao menos um kit básico de ferramentas (assistir Gran Torino). Mas não deixe que a tecnologia assuma o poder. Lembre-se, ainda é você é o condutor do carro, e não o contrário. Por pouco tempo, mas você entendeu o espírito.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s