Pesquisa científica na área de administração?

Terminei hoje a primeira parte do meu TGI (Trabalho de Graduação Interdisciplinar). TGI é como chamam o TCC lá no Mackenzie. Como você deve saber, curso Administração de Empresas. O título do trabalho é VALOR PERCEBIDO PELO CLIENTE NO USO DA INTERNET COMO CANAL INOVADOR DE DISTRIBUIÇÃO DE SOFTWARE NO MERCADO B2B, e você pode lê-lo na íntegra clicando no título.

Fazer este trabalho em um grupo de 5 pessoas faz você aprender bastante. Abaixo as colocações que me surgem quanto ao trabalho:

  • Trabalho em equipe é importantíssimo. No começo da faculdade eu pensava em fazer um trabalho de conclusão de curso sozinho, poder ter maior liberdade na escolha do tema de escolha e fazer sobre realmente algo interessante e único para mim. Entretanto, não é bem assim. A maior parte dele é chata, envolve leitura e pesquisa de muita coisa chata, e definições de coisas básicas e óbvias. Fazer todo esse trabalho sozinho não teria sido nada legal. Trabalhamos juntos praticamente desde o primeiro semestre (estamos no sétimo), mesmo assim e talvez ainda mais por isso, rolam brigas, discussões, frustrações. A regra básica é assumir responsabilidade e cumprir. Isso mostra integridade e respeito ao resto do grupo. Resumindo: quando um dá mancada, todo mundo se ferra.
  • Pesquisar e fazer são coisas bem diferentes. Nesta primeira parte do trabalho, nós revisamos muito bibliografias de conceitos. Para falar de valor percebido pelo cliente na distribuição virtual de software no mercado B2B é preciso primeiro entender o conceito do valor, e antes disso o conceito de marketing, o conceito de mercado B2B, o conceito de internet, de distribuição, ou seja, temos que definir praticamente tudo, e isso é um pouco chato pois nos vemos escrevendo e pesquisando coisas que não são exatamente o que pensávamos que iríamos fazer. Esta é a referência para realizarmos a pesquisa no próximo semestre. Como empreendedor, eu fico MUITO entediado com estas pesquisas, essa coisa de não poder se expressar (você só pode colocar no trabalho coisas que outros autores falaram, não é permitido tirar conclusões ou colocar sua visão). Eu venho de um mundo prático onde as suas idéias e suas ações são o que mais importam, sou do mundo do Bota pra Fazer, e não do mundo que o que escreveu algum intelectual do século passado, todo mundo aceitou como verdade.
  • A importância da teoria. Com o passar dos anos no trabalho, eu percebo que muito do que eu aprendi na faculdade e não me interessava muito passou a me interessar mais, pois eu vejo utilidade prática. Comecei a revisar matérias de professores que eu nem prestava muita atenção. Há muita coisa importante na faculdade, que a gente só percebe depois que ela passou. E não tem como ser de outra forma mesmo. Ou seja, teorias voltadas para a prática são o melhor!
  • Todo projeto precisa seguir um cronograma. Se não tivesse uma data para terminar, nunca terminaria este projeto, porque ele seria sempre postergado, e também porque sempre iríamos achar coisas para fazer. A Lei de Parkinson é aplicável neste caso.
  • Não falhe em horas críticas. Se você fizer tudo certo sempre, mas na hora crítica, ou seja, na hora que importa mesmo, na hora do vamos ver você dá alguma mancada ou não cumpre o que deveria, esta é a imagem que terão de você, alguém que não se pode confiar mais. A confiança é amiga da constância.
  • Escrever muito é enrolar. A maioria das coisas podem ser explicadas de forma simples, quando você precisa de muitas páginas para explicar sua idéias, é possível que você apenas a complicou mais ainda. Nietzsche já dizia, em O Viajante e Sua Sombra, que tivesse Platão escrito menos, teria ele feito um favor aos seus leitores, sendo assim mais claro. Mark Twain, uma vez perguntado por que seu livro era tão longo, respondeu “Porque não tive tempo de encurtá-lo ainda mais”. Simplificar é um trabalho que leva tempo e mais pensamento do que deixar complicado. Vê-se pelo tamanho deste post que eu tenho muito a aprender.

Portanto paro por aqui o meu brainstorm sobre o trabalho acadêmico e suas lições e suas deficiências. Acredito eu que um plano de negócios (como o nosso trabalho da Salute no segundo semestre) seria muito mais útil aos alunos no caso da área administrativa, e muito mais divertido de fazer. Poucas pessoas entram num curso de administração porque querem ser cientistas, mas quase todos entram querendo ser executivos e/ou empreendedores. Cabe à universidade pensar o que seria mais apropriado neste caso.

okbye!

3 pensamentos sobre “Pesquisa científica na área de administração?

  1. estou no 1º ano da faculdade de adm., a faculdade tem um sistema de “bolsa” para estudadntes, o BIC, bolsa para iniciação científica, mas não tem ainda nada a ver com o TCC, estou perdida e não sei como escolher um bom tema. Não tem q ser nada grande, mas como escolher?esse, (BIC) é individual, é como se fosse um “treinamento” para o TCC. Vc pode me dar idéias?

  2. Tenho uma sugestão sim, poderiam falar sobre a importância da pesquisa ciêntífica para a administração moderna, citar exemplos de superação administrativa com a utilização da ciência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s