O que podemos aprender com Chinese Democracy

Foi finalmente lançado o novo álbum do Guns N’Roses. Chinese Democracy esteve em produção por 15 anos, e seu lançamento foi inúmeras vezes adiado. Como o título supõe, muita gente pensou que não sairia nunca. A maioria das vezes por problemas atribuídos à gravadora. Dizem por aí que o álbum custou 13 milhões de dólares, o que faz dele o álbum mais caro da história (e muito dificilmente terá algum lucro).

Abaixo está o que podemos aprender com este episódio da história do rock:

  • Não espere ficar perfeito para lançar. Não importa se é um álbum, um produto, um serviço, uma empresa, uma poesia, um livro, uma tese. Nada nunca ficará perfeito. Se você criou, dê um certo tempo, apare algumas arestas e bote a cara para bater. É como esperar todos os semáforos ficarem verdes antes de sair de casa.
  • O mundo muda rápido. Se você demora 15 anos pra lançar alguma coisa, qualquer coisa, há grandes chances de que o público irá receber muito diferente do que receberia 15 anos atrás. Depois da queda do muro de Berlim, o mundo nunca mudou tão rápido na história. CDs eram lucrativos há 15 anos.
  • Não crie expectativas tão altas. Eu não sou um fã doente do Guns, mas cá pra nós eles foram geniais em diversos aspectos. Este álbum é um álbum decente, tem umas duas ou três músicas ótimas, que provavelmente se tornarão hits, e tem outras medianas e algumas ruins, COMO (quase) TODO ÁLBUM! Mas a crítica foi demasiada dura com ele pela expectativa que se criou. Se este álbum tivesse sido lançado meio que na seqüência dos outros, não haveria todo este hype e as pessoas não esperariam tanto. As músicas teriam sido aceitas numa boa, e a vida teria seguido em frente. Quanto mais você adia e fica arrumando o que já está pronto, mais as pessoas pensarão que vai ficar bom.
  • Tenha um cronograma, e se comprometa com ele. Arte não é exata, claro que não. A produção de um álbum deve ter milhares de peculiaridades que eu nunca vou saber. Mas é um projeto. Projetos, percisam ter deadlines. Se meu TCC não tivesse uma data de entrega, eu poderia encontrar formas de enriquecê-lo indefinidamente, sempre tem algo a melhorar nas coisas. Eu sou a favor de lançar, e ver no que dá. Coloque o que tem de melhor, e pronto. Quando você pole muito, a obra pode se desintegrar.
  • Não menospreze o fator surpresa. A banda fez shows durante vários anos cantando algumas músicas que estão neste álbum “novo”. É engraçado ver a banda lançando um disco com músicas que já são velhas conhecidas. Catcher in the Rye vazou em 1999 (!). Nove anos antes do álbum. Vários leaks já rolaram na internet desde então, e quem é fã mesmo (que compra CD) já conhecia quase metade do CD antes do lançamento, a expectativa era a versão definitiva.
  • Seja uma pessoa fácil de se lidar. É inegável que a banda passou por vários problemas, perdendo integrantes e atrasando tanto no álbum por causa da personalidade de Axl Rose. Gênios geralmente são incompreendidos e tudo isso. O sucesso costuma amplificar a personalidade, quando ela já é ruim, acaba sempre em desastre. Se Axl fosse uma pessoa mais bacana e fácil de se conviver, talvez tivéssemos ainda Slash e Buckethead na banda. Não que eles sejam santos também, muito pelo contrário.
capa Chinese Democracy

Acho que é isso, de modo geral, eu gostei do álbum. Escutem Street of Dreams (antiga The Blues) e Chinese Democracy, que não vão se arrepender. Alguns não gostaram muito, mas eu adorei This I Love (Axl cantando ao som do piano) e AMEI Prostitute (não percam o ringtone grátis). Se não vão comprar o CD, pelo menos baixem e ouçam de algum jeito.

Abraços. Sexo e rock’n roll para todos nós!

Ah, vale também ler o que meu grande amigo Rodrigo RssV tem a dizer sobre o Chinese. O Antonio Rossa, a Wikipedia e a Rolling Stone também.

3 pensamentos sobre “O que podemos aprender com Chinese Democracy

  1. é uma liçao de filosofia moral hein realmente fikei surpreso nao IMAGINAVA ler isso nunCa , porq gostei mto, sou fa doente d eguns n roses e algumas coisas faz sentido mesmo ex; personalidade da pessoa (axl) etc parabens abraçao pAXL =D

  2. E também, foi a primeira banda a estrear a música de um álbum em um video-game.

    Shackler’s Revenge estreou no jogo Rock Band 2.

    Nada como cultura musico-videogamística.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s